COMUNIDADES RECEBEM OFICINAS DE CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL

A Prefeitura do Recife, por meio da Autarquia de Saneamento do Recife (Sanear), iniciou na última terça-feira (28) mais uma ação do projeto DRUP (Diagnóstico Rápido de Urbanização Participativa). Até a próxima sexta-feira (31), moradores das comunidades Mangueira da Torre e Santa Luzia, no bairro da Torre, serão capacitados na perspectiva de construir uma consciência ambiental. Também participam da iniciativa técnicos do órgão municipal que trabalham na área. A atividade visa promover, numa experiência conjunta de habitantes das localidades que passam por intervenções da Sanear e profissionais da PCR, um levantamento dos problemas e potencialidades da região assistida e, a partir disso, elaborar um planejamento de ações em benefício da população.
Serviço:
Mangueira da Torre
Horário: 8h
Endereço: Rua Demóstenes de Olinda, S/N. Torre.
Ponto de Ref.: Após o colégio Equipe, de esquina com a Av. Beira Rio.
O DRUP será realizado na antiga praça.
Santa Luzia
Horário: Tarde
Endereço: Rua Jornalista Luís Teixeira. Torre. (CEPAS)
Ponto de Ref.: Fica ao Lado da Igreja Presbiteriana da Torre.
No dia 29, o DRUP será realizado na Rua Cantora Clara Nunes, S/N. Torre.

ESPETÁCULO RETRATA A INFLUÊNCIA DO POVO NEGRO NA DANÇA POPULAR

Com um dinamismo e um dançar irreverente, o Grupo Balé Chegança esta com o seu mais novo espetáculo de dança Quem me chamou - A influência do povo de matriz africana na dança popular em cena. Trata-se de um espetáculo de matriz africana e dança popular em conjunto com atividades espontâneas de expressões cênicas visuais e musicais, aliadas ao conjunto de idéias, crenças, conhecimentos e costumes. Neste contexto, os elementos humano-branco, negro e índio, unirão suas tradições proporcionando um quadro de danças das mais belas e mais ricas em todos os setores folclóricos. As coreografias irreverentes, mas sem deixar de preservar a originalidade dos passos e danças, retratam o folclore por assim dizer “alma do povo que se manifesta”. Exalta os folguedos populares de maneira informativa, criativa, dinâmica e de fácil compreensão, onde todos os segmentos da sociedade tenham acesso. O espetáculo criado para preservar, valorizar e difundir os aspectos da cultura negra e daí tornarem-se, uma referência de uma roupagem de qualidade m espetáculos.

Quem me Chamou é um palco popular, espontâneo tradicional, anônimo, funcional, coletivo, atual e sabedoria popular. O grito do povo negro pela sua história, sua crença e sua cultura popular. Em cartaz no Teatro Armazém 14, no dia 24/07, às 20h, e no dia 26/07, às 16h, com as participações especiais do Afoxé Obá Airá e DJ Embolata. O espetáculo é um resultado artístico pedagógico de 30 jovens do Balé Chegança do Movimento Cultural Fazendo Arte (MCFA) que durante um ano pesquisaram e trabalharam a origem do povo de matriz africana a partir da realidade da comunidade onde moram. MCFA - O Movimento Cultural Fazendo Arte foi fundado em 12 de fevereiro de 2000, através do contato do arte-educador Genivaldo Francisco com um grupo de rapazes que viviam na comunidade em situação de risco social. O objetivo do coreógrafo era fazer algo que transformasse a vida daqueles rapazes. Em oito anos de existência, o movimento vem encontrando nas diversas expressões artísticas e culturais o caminho e a força para mobilizar os jovens, contribuindo para que cada participante construa sua identidade. Atualmente o grupo tem 250 jovens que estão divididos em seis grupos culturais, nas áreas de dança, teatro e música. A entidade promove a inclusão de adolescentes e jovens em situação de risco social, estimulando a auto-estima através da arte, na comunidade San Martin, localizada na zona oeste do Recife.

NORDESTÃO DE QUADRILHAS 2009

Passou o São João, mas as quadrilhas juninas continuaram tendo destaque na programação cultural da Cidade neste mês de julho. Em sua sétima edição, o Concurso Nordestão de Quadrilhas reuniu no Estádio de Esportes Geraldo Magalhães – Geraldão, grupos de todo o nordeste durante o final de semana. Neste domingo (12), segunda e última noite de competição, o prefeito João da Costa prestigiou o evento, que sagrou a quadrilha pernambucana Traque de Massa como grande campeã.

O Concurso Nordestão de Quadrilhas 2009, que este ano teve como tema “Recife Capital Junina”, é realizado em parceria entre Prefeitura do Recife, Federação de Quadrilhas Juninas de Pernambuco (FEQUAJUPE), União Nordestina de Quadrilhas (UNEJ) e a Confederação Brasileira de Quadrilhas (CONFEBRAQ). Segundo o prefeito, o intercâmbio cultural é uma característica bastante positiva do concurso. “Recife é uma cidade multicultural e essa interação entre os estados é importante para fortalecer o movimento das quadrilhas no Nordeste e consolidar a cidade como um dos principais pólos juninos”, falou. Além do prefeito, o secretario de cultura Renato L, e a presidente da Fundação de Cultura (FCCR), Luciana Félix, também acompanharam o evento.Por volta das 19h30, o concurso foi aberto com uma apresentação não competitiva da quadrilha “Sempre Kitas”, de Paulista, composta por transformistas, que defenderam o tema “Nordestão 2009 - homofobia não”. Em seguida, foi a vez da campeã do Grupo B do Campeonato Pernambucano, a Sanfona Branca, apresentar um enredo sobre os seus dez anos de existência. “O Nordestão traz a oportunidade dos jovens quadrilheiros se apresentarem e do público conhecer um pouco mais da nossa tradição junina. Isso se deve ao total apoio do prefeito João da Costa”, ressaltou o presidente da FEQUAJUPE, Gilcley Paiva.

Após as participações especiais, as apresentações competitivas foram abertas pela quadrilha A Mais Gostosa do Sertão (PI) e a noite ainda contou com a exibição de Suvaco de Cobra (MA), Século XX (SE), Forró Mandacaru (BA) e, fechando a noite, a pernambucana Traque de Massa. Por sediar o torneio, Pernambuco teve duas concorrentes, que são as duas primeiras colocadas do Campeonato Pernambucano: a Traque de Massa (Olinda) e a Zabumba (Camaragibe). Nove jurados, um de cada estado do Nordeste, fizeram a avaliação os grupos em quesitos como, organização, originalidade, tema, coreografia, entre outros. Segundo o secretário de Cultura, Renato L, o evento reforça a valorização da nossa cultura. “É uma maneira de prestigiar uma das manifestações mais tradicionais do nosso São João e proporcionar o intercâmbio entre as quadrilhas de Pernambuco e outros estados do nordeste”, afirmou.A grande campeã do Nordestão 2009 foi a quadrilha Traque de Massa (PE), com o tema “Cinzas de um Herói”, que contou um pouco da história da corrida de jerico da cidade de Panelas, interior de Pernambuco.

A quadrilha recebeu premiação de R$ 6.800. A vice-campeã conquistou um prêmio de R$ 4.800, e terceira colocada ficou com R$ 3.800. Todas as outras agremiações receberam R$ 1.800 de participação. Segundo um dos diretores da Traque de Massa, Waldson Inácio, apesar de ser a estréia da quadrilha no concurso, a vontade de conquistar o título era imensa. “É a primeira vez que participamos mas vamos fazer bonito para sermos campeões”, disse. O que acabou se confirmando.

Confira o resultado do Nordestão 2009

1º - Traque de Massa (PE)

2º - Rosa dos Ventos (AL)

3º - Mistura Gostosa (PB)

Etapas oferece curso de gestão de serviços administrativos 2009

A Etapas seleciona jovens, com idade entre 16 e 24 anos, que concluíram ou estudam no Ensino Médio, para o Curso “Gestão de Serviços Administrativos”. A capacitação acontecerá na sede da organização, de segunda à sexta-feira, das 08h às 12h, de agosto a dezembro deste ano. As inscrições acontecem nos dias 20 e 21 de julho. A realização é da Etapas com apoio do Cordaid.

Esse é o quarto ano do curso que objetiva preparar jovens para o ingresso no mercado de trabalho, assegurando a formação profissional e a vivência política como contribuição para atuação crítica e participativa das juventudes na sociedade. “A idéia de capacitar esses jovens é devido à necessidade que eles têm de se capacitar profissional e politicamente para ingressar ou se manterem no mercado de trabalho. Além disso, as grandes mudanças pelas quais tem passado o mundo do trabalho exigem cada vez mais competências do profissional”, afirma o técnico da Etapas, responsável pelo curso, Leonardo Nunes Barros.

O curso é dividido em três módulos: Socialização e Cidadania, Módulo específico de rotinas administrativas e Informática. Serviços Administrativos contemplam toda rotina de escritório, atendimento, recepção, vendas e telemarketing. Desta forma, o curso desenvolve e aprimora habilidades que facilitam a geração de trabalho e renda, considerando o mercado formal e as demais formas produtivas empreendedoras.

Para se inscrever, o jovem precisa ir até a Etapas munido de documento de identidade. A seleção será realizada de 27 a 30 de julho com entrevista, redação e prova escrita (raciocínio lógico e matemática básica). Serão escolhidos jovens de Recife e Região Metropolitana, priorizando os jovens das Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis) do Recife. Depois de selecionado, o jovem precisa apresentar documento de identidade e carteira de trabalho.

O curso inicia no dia 03 de agosto. Mais de 200 jovens já participaram do curso em outras edições. Para facilitar o acesso dos jovens ao mercado de trabalho, a Etapas dispõe de um banco de dados com todos os egressos dos cursos e faz um trabalho de captação de vagas no mercado de trabalho que visa o auxílio ao ingresso dos jovens no marcado de trabalho.

A Etapas fica na Rua da Soledade, nº 243/249 – Boa Vista, Recife. Informações: 3231-0745.