COMPASP DIVULGA NOTA PÚBLICA

NOTA PÚBLICA
Nota de repúdio e solicitação de resposta do Grande Recife e do Governo do Estado de Pernambuco A Comissão Pró-Arraial do Sítio dos Pintos (Compasp) vêm, através dessa nota pública, denunciar o descaso e solicitar esclarecimentos por parte do Governo do Estado e do Grande Recife Consórcio de Transporte (antiga EMTU) sobre o Projeto de Construção de um novo Terminal de Ônibus na comunidade de Sítio dos Pintos, na Zona Norte do Recife. O projeto teve aprovação do Conselho de Moradores de Sítio dos Pintos, sugerindo um terreno privado da comunidade, que há 10 anos os moradores desejam a construção de uma praça pública com espaços para eventos, esporte e lazer nesse terreno. Nós da Compasp já encaminhamos vários ofícios e um abaixo-assinado para o diretor-presidente do Grande Recife, Dílson Peixoto, pedido um diálogo para esclarecer este fato, pois os moradores já votaram duas vezes a construção da referida praça no Orçamento Participativo (OP) do Recife. Este ano a construção de uma praça ficou entre as 10 prioridades no OP da Microrregião 3.1 para a Prefeitura do Recife, fazer na comunidade, no terreno sugerido pelo Conselho de Moradores de Sítio dos Pintos, até porque, a comunidade já tem um terminal de ônibus. Com isso, queremos do Grande Recife e do Governo do Estado o cancelamento da construção de um novo terminal em Sítio dos Pintos, que até agora, não tivemos nenhum retorno dos ofícios que foram protocolados na recepção do Grande Recife, pedindo um diálogo político e transparente, assim, juntos procuraremos uma solução agradável e consensual. Termos certeza que o excelentíssimo governador Eduardo Campos e o secretario das cidades Humberto Costa não irão autorizar um projeto em que a população não é informada, esclarecida e, principalmente, ao qual a comunidade posiciona-se contra, porque na história de Sítio dos Pintos os moradores sonham com uma praça como um cartão postal, com acesso ao lazer, à diversão, à cultura e ao bem-estar. Sítio dos Pintos – Recife, 18 de junho de 2009.
COMISSÃO PRÓ-ARRAIAL DO SÍTIO DOS PINTOS