Creche de Sítio dos Pintos não foi inaugurada ainda por falta de prioridade da prefeitura


Moradores das comunidades situadas na proximidade da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), querem a garantia do direito a educação. Alguns anos atras, a indicação popular foi definida para que o Poder Executivo pudesse construir o Centro Municipal de Educação Infantil, com isso, assegurando o acesso e a permanência das crianças à creche. Era uma prioridade que permanece nos dias atuais, porém, pela inauguração e funcionamento da creche escola na comunidade. A população reclama da falta de ação por parte da Secretaria de Educação que ainda não inaugurou a unidade escolar. Essa creche vai possibilitar também às mães, condições para trabalharem enquanto seus filhos serão assistidos com conforto e segurança. 

Compesa presta informações sobre problemas no abastecimento de água em Sítio dos Pintos


Em nota enviada nesta quarta-feira (05) pela sua assessoria de comunicação, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) presta informações sobre Falta de água atinge diversos locais do Sítio dos Pintos. A Compesa informa "que o abastecimento no bairro de Sítio dos Pintos, Zona Norte do Recife, foi prejudicado devido a um acidente provocado por um caminhão na Estrada Sítio dos Pintos, que acabou atingindo uma rede da Companhia". De acordo com o órgão "Os técnicos da Compesa estão trabalhando na local, e a previsão de conclusão dos serviços de reparo (conserto da tubulação) é até amanhã, quinta-feira (6). Além disso, o fornecimento de água precisou ser interrompido na segunda-feira, dia (03), devido a um estouramento na Terceira Travessa da Rua Santa Maria. Os serviços na Travessa já foram concluídos". Segundo a Compesa "A distribuição será normalizado após a conclusão dos serviços provocado pelo acidente com o caminhão".

Falta de água atinge diversos locais do Sítio dos Pintos

Falta de água atinge diversas localidades do Sítio dos Pintos, bairro da zona norte de Recife. O problema no abastecimento tem gerado alguns problemas e dificuldades, por exemplo, a escola e o posto de saúde do bairro está sem água. Outros locais também se encontra sem água nas torneiras. Essa situação tem levando uma questão que precisa ser problematiza e debatida sobre como se dar o abastecimento nas comunidades do Sítio dos Pintos? Como a Compesa atua na região? A companhia tem dialogado com os moradores? Além desses questionamentos, ainda de acordo com a população, a Compesa tem realizado ações paliativas e tem gerado a falta de água em vários locais do bairro. Segundo os moradores, desde do dia 3 de dezembro falta água nas torneiras e até momento tem visto algumas equipes da Compesa que estão monitorando a situação in loco. Apuramos os locais, conforme os comunitários, que estão faltando água é Estrada dos Pintos, Rua Parque Santa Maria, Rua São João, Alto da Boa Esperança, Rua Arnaldo Paes de Andrade, Terminal de ônibus, Rua Armando Santos, Alto Bom Jesus, Rua São Pedro e Vila Nossa Senhora da Conceição. Já em outros trechos existe água chegando de forma fraca.

Rádio A Voz da Comunidade chega à população por meio de aplicativo

"O rádio é a voz do povo". É assim que o radialista e coordenador da Rádio A Voz da Comunidade, o Betinho José, define a função da rádio que chega para deixar a população informada de Sítio dos Pintos, bairro da zona norte do Recife. A nova iniciativa do morador chega ao povo por meio de um aplicativo (APP) que pode ser baixado nas plataformas do Play Store ou Google Play, além de blogs parceiros da emissora digital.

A Voz da Comunidade é destacada por Betinho como rádio serviço, pelo fato de está nas mãos das pessoas, através do celular ou computador. O coordenador do projeto explica que aos poucos vai conseguir materializar as ações da rádio e concretizar um sonho antigo de alguns moradores em ter uma emissora radiofônica comunitária. Betinho explica que a ideia da rádio surgiu pela necessidade que Sítio dos Pintos e comunidades adjacentes tem de ser informada sobre o que acontece na região e que a iniciativa fortalecerá um meio de comunicação popular, social e comunitária.

O aplicativo poderá ser baixado gratuitamente e os ouvintes sintonizarem a Rádio A Voz da Comunidade, além de acompanhar a programação completa da rádio (em fase experimental) com músicas diversas, informações variadas e prestação de serviços, a população também poderá interagir através das redes sociais @radioavozdacomunidade. A identificação do aplicativo é APP-RadioAVozdacomunidade ou clique aqui no link - https://play.google.com/store/apps/details?id=com.shoutcast.stm.radioavozdacomunidade.

População reclama de creche inacabada em Sítio dos Pintos

Moradores da comunidade do Sítio dos Pintos, no bairro de Dois Irmãos, no Recife, não sabem mais a quem recorrer para que a creche que começou a ser construída no local seja finalmente concluída. As obras foram iniciadas há sete anos, mas os trabalhos simplesmente foram paralisados. Confira a reportagem da TV Clube PE - Canal 9, no Recife.

Passageiros relatam demora e ônibus lotados em Dois Irmãos


População reclama da demora e ônibus lotados nas linhas que operam na região de Dois Irmãos e UFRPE, na zona norte do Recife. Outra dificuldade está com relação aos horários das linhas que sai do bairro para o centro e da cidade para o bairro. Alguns moradores afirmam esperar cerca de 40 a 60 minutos para conseguir pegar um ônibus no sentido subúrbio/cidade e cidade/subúrbio, além das condições dos veículos. 


A população reclama da dificuldade que precisam enfrentar no dia a dia, por exemplo, a linha 2930 - Rio Doce / Dois Irmãos é operada pela MobiBrasil e vem recebendo queixas de lotação e de demora dos coletivos que são pequenos e sujos, parecendo uma sardinha. Inclusive, alguns usuários já denunciaram ao Grande Recife Consórcio de Transporte. 


As linhas operada pela Transcol, os passageiros criticam muita demora dos ônibus que são: 524 - Sítio dos Pintos (Dois Irmãos) que atende a Avenida Conde da Boa Vista; 532 - Casa Amarela (Cruz Cabugá) que atende a Avenida Cruz Cabugá; 522 - Dois Irmãos (Rui Barbosa) que atende a Rua do Príncipe; e 527 - Sítio dos Pintos / IMIP, no qual os moradores reivindicam que esta linha possa fazer integração no TI Joana Bezerra para chegar na zona sul da cidade. 


Por outro lado, os estudantes pedem a intensificação do quadro de horários, como também a frota de ônibus das linhas que fazem o Sistema Estrutural Integrado (SEI) no TI Macaxeira. As linhas são: 202 - Barro / Macaxeira (Várzea); 060 - TI Tancredo Neves/TI Macaxeira; e 2490 - TI Camaragibe / TI Macaxeira. Os horários para melhorar o quadro de horários é entre 6h30 às 8h, 11h às 13h, 17h às 19h e 21h às 22h30.

Resposta do Grande Recife - O Grande Recife pede que os usuários das linhas citadas entrem em contato com a Central de Atendimento ao Cliente (0800-081-0158) ou com a Ouvidoria (3182-5512) para registrar cada um dos casos, informando dia, local, faixa de horário, número de ordem e sentido.

Onda de assaltos cresce no Sítio dos Pintos, até adolescentes são assaltadas a caminho do colégio

Moradores do Parque Santa Maria, na comunidade de Sítio dos Pintos, estão apavorados com a onda de assaltos na localidade. A maioria das ações é praticada por um homem na moto. A impunidade aumenta os delitos. Os estudantes não podem mais esperar o transporte escolar na esquina de casa e nem tal pouco caminhar rumo a escola, a preocupação tem mudado a rotina da maioria dos adolescente e jovens que precisam passar nas curvas de Dona Lola, na Estrada dos Pintos para chegar na escola Gilberto Freire ou Lions Parnamirim. Os moradores tentam se esconder dos assaltos que têm se tornado constantes. A tranquilidade ficou no passado. "Está tão difícil a situação, estamos aterrorizados. Os assaltantes estão praticando as ações em pleno meio dia", explica o morador que preferiu não se identificar. Por exemplo, na manhã desta quinta-feira (25), segundo populares, três jovens foram vitimas desse motoqueiro assaltante.  Os moradores informaram que ocorreu também no dia 25 a noite, um assalto no penúltimo ônibus da linha 524 - Sítio dos Pintos (Dois Irmãos). A comunidade pedi que seja reforçado o policiamento ostensivo com rondas diárias e inclusive com motorizadas, além de abordar poderia se parar os veículos em operações especiais.